Translate

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

10 Filmes de super-heróis que você não precisa assistir duas vezes

Publicado no site Screen Rant em 23/01/2015 por Paul Young.

(A opinião do autor não é a mesma – em partes – da minha).

Unwatchable-Superhero-films-The-Spirit-Batman-Robin-X-Men-The-Last-Stand-Ghost-Rider-Spirit-of-Vengeance-570x320Existem alguns filmes de histórias em quadrinhos que você pode assistir várias vezes sem eles nunca se tornem tediosos ou chatos. Filmes como Batman: O Cavaleiro das Trevas, Os Vingadores, Homem de Ferro e O Homem de Aço, são agradáveis em tantos níveis que um fã não deve hesitar em vê-los mais e mais. Por outro lado, há aqueles filmes em inúmeras bibliotecas de filmes de quadrinhos que existem, mas que, por razões diversas, a observá-los mais de uma vez realmente não serve para nada. Esses são os filmes que estamos discutindo hoje.

Vários fatores podem fazer um filme só valer a pena assistir uma vez: atuação / escrita / direção / efeitos ruins, sem continuidade com outros filmes em seu universo e uma ruptura séria com o material original - só para citar alguns. Portanto, antes de ligar o leitor de Blu-ray ou DVD para assistir a um filme de inspiração em histórias em quadrinhos, leia nossa lista abaixo para ver se ele é um Filme de super-heróis que você não precisa assistir duas vezes.

O JUSTICEIRO: EM ZONA DE GUERRA

Punisher-Warzone-Frank-Castle-570x320Para a maior parte, o primeiro filme O Justiceiro (tecnicamente o segundo) ficou bastante fiel às raízes do personagem principal, Frank Castle (Thomas Jane). Mas, enquanto suas origens violentas permaneceram consistentes com as dos quadrinhos, o filme em si, faltou uma certa tenacidade e crueldade que está fortemente presente na série. A diretora Lexi Alexander tentou o seu melhor para corrigir esse problema em O Justiceiro: Em Zona de Guerra, mas ao fazê-lo, deu aos fãs de quadrinhos um monodimensional, quase chato Frank Castle (Ray Stevenson), com um enredo que não tem relação alguma com o filme anterior ou mesmo que servisse como uma sequência.

Stevenson fez um bom desempenho como Frank Castle (considerando o roteiro que lhe foi dado para trabalhar), no entanto, isso não é motivo suficiente para assistir a este filme novamente. Em vez disso, os fãs devem cruzar os dedos para que Thomas Jane volte a envergar novamente a camiseta de crânio icônica para uma quase-reinicialização, ou pelo menos o seu próprio seriado de TV. Nesse meio tempo, desfrute do curta-metragem do Justiceiro dirigifo por Adi Shankar, Dirty Laundry.

MULHER-GATO

Catwoman-Patience-Phillips-Halle-Berry-Laurel-Hedare-Sharon-Stone-570x320Antes ela era um ladra prepubescente no seriado Gotham ou que matou Bane com o Batpod em Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge (ainda não posso acreditar que isso aconteceu) - e depois que ela era uma tira de roupas de couro para Batman em Batman: O Retorno - Catwoman encontrou-se (por alguma razão desconhecida) no meio de seu próprio filme a solo.

Além de ver Halle Berry vestida como uma Mulher-Gato stripper, há muito poucas razões para assistir a este filme por mais de uma vez. O enredo tinha pouco a ver com o personagem dos quadrinhos, a ação foi totalmente ridícula e a atuação foi tão ruim que o filme conseguiu recolher quatro Razzies em 2004. Assista-o uma vez só para contar a seus amigos que você conseguiu torná-lo todo o caminho, mas, em seguida, esqueça este filme que terrivelmente ainda existe.

ELEKTRA

Elektra-Elektra-Jennifer-Garner-570x320Depois de assistir a Warner Bros. tentar (e falhar) para levar com êxito um super-herói do sexo feminino para a vida com Mulher-Gato, a Fox decidiu que poderia fazer melhor, usando uma das melhores personagens femininas em linha para cima da Marvel, Elektra. Elektra não foi a primeira aparição da personagem no Universo Cinematográfico Marvel. Ela inicialmente apareceu como a namorada do advogado cego Matt Murdock em Demolidor e foi uma decente (embora abatida) adaptação da personagem. No entanto, o filme solo foi, essencialmente, um abastardamento completa da assassina.

Em vez de uma bad-ass assassina especialista em artes marciais com pouca roupa, com uma história rica, terminou com uma personagem com o umbigo desnudo, obsessiva compulsiva, projeção astral (nem mesmo toma esse âmbito), a assassina de meio expediente fugindo de ninjas - tenta ser uma mãe de aluguel para uma adolescente que só consegue ser um prodígio das artes marciais ... ufa. O filme foi um desastre completo e acabaria por se tornar um dos filmes mais baixos na história Marvel, logo acima Howard, O Super-Herói. Assista a este filme uma vez, se você absolutamente quer ver Jennifer Garner em couro vermelho, enquanto esfaqueia pessoas com sais de prata, mas não há necessidade de sempre vê-lo novamente.

THE SPIRIT: O FILME

The-Spirit-The-Octopus-Samuel-L-Jackson-570x320Fazendo sua estréia mascarada em 1940, Denny Colt (aka The Spirit) seria uma história em quadrinhos básica nos jornais mututinos dominicais por mais de 10 anos. Seu criador Will Eisner iria continuar a contar as histórias sobre o vigilante, entre 1960 e 1980. O personagem permaneceu pouco inativo no mundo dos quadrinhos, até que experimentou um renascimento de sorte no final dos anos de 1990 e começo do ano 2000, quando a DC Comics começou a publicar novas histórias espirituosas por diferentes escritores. Mesmo com um (pequeno) ressurgimento da popularidade, é intrigante o porque da DC Comics e Lionsgate acharem que seria uma atitude prudente deixarem a lenda dos quadrinhos Frank Miller executar uma tira de um século e meio, esquecida dos quadrinhos, em um filme de longa-metragem.

O tom do filme é muito exagerado (mesmo para os padrões dos entusiastas camp) e enquanto o conjunto de peças e design de arte eram interessantes, The Spirit: O Filme era muito ruim para ser levado a sério. O filme perde pontos adicionais para mostrar o rosto de Octopus na tela (um desempenho mascado por Samuel L. Jackson), quando tudo o que sempre é mostrado nos quadrinhos são as mãos enluvadas. Embora existam alguns outros nomes bastante grandes e boas performances ligados ao filme - Scarlett Johansson, Eva Mendes, Gabriel Macht - eles simplesmente não são razão suficiente para assistir a este filme mais de uma vez.

SUPERMAN IV: EM BUSCA DA PAZ

Superman-IV-The-Quest-for-Peace-Superman-Christopher-Reeve-Nuclear-Man-Mark-Pillow-570x320Embora tenha havido muitas encarnações de Superman, a versão que o público mais frequentemente associa com o super-herói é Christopher Reeve do primeiro filme de longa metragem funcional de super-herói em 1978. Sua versão clássica e icónica de Superman reinaria por quase 10 anos ... até Superman IV: em Busca da Paz tragicamente acontecer.

A história de Superman IV foi nada menos que um absurdo: Lex Luthor (Gene Hackman) rouba uma mecha de cabelo do Superman, amarra-o a um foguete, e atira-o para o sol criando um inimigo para Superman chamado Homem Nuclear. O filme essencialmente matou a franquia por quase 20 anos, até tentarem Superman: O Retorno (debilmente) para reviver o personagem na tela grande. Como um filme original de Syfy moderno, a atuação e os pobres gráficos ridiculamente toscos (mesmo por 80 padrões) no filme são melhores apreciados com um lado robusto do snark - pense em Mystery Science Theater 3000. Pior ainda, foi o próprio Reeve, que empurrou para obter o filme feito, até mesmo ajudando a criar a ... * ahem * "história".

LANTERNA VERDE

Green-Lantern-Hal-Jordan-Ryan-Reynolds-570x320Muito parecido com Superman, Lanterna Verde tinha aparecido na telinha por anos com vários graus de sucesso e fracasso antes de sua estréia na tela grande em 2011, estrelado por Ryan Reynolds como Hal Jordan. Quando foi anunciado pela primeira vez que Reynolds estaria atuando no papel-título no filme, muitos fãs ficaram animados. Em seguida, as primeiras imagens do traje todo em CG e o “arrepio” da máscara feita também em CG - e esperança foi aparentemente perdida.

Cineastas se esforçaram para vender ao público o Jordan, a ideia da Tropa dos Lanternas Verdes e a ameaça de um inimigo galáctico que teimam em destruir a Terra, mas o público não aceitou. O filme inevitavelmente parou a potencial franquia que nunca decolou . Na verdade, o público nunca mais vai ver esta versão do personagem de quadrinhos na tela grande. O filme oferece até alguns momentos de diversão espalhados por todo o nonsense, mas como nada deste filme vai importar, uma vez que a reinicialização chega aos cinemas em 2020 (Sem Ryan Reynolds), é bastante inútil assistir a este filme novamente.

BATMAN & ROBIN

Batman-Robin-Batgirl-Alicia-Silverstone-Batman-George-Clooney-Robin-Chris-ODonnell-570x320Enquanto nós tentamos não incluir filmes nesta lista, simplesmente porque eles são amplamente considerado como filmes ruins, alguns filmes são tão ruins, que é a única razão necessária para incluí-los - e tal é o caso de Batman & Robin. O quarto filme infame na franquia Batman (e segundo do diretor Joel Schumacher) sente-se condenado desde o início. Enquanto Schumacher pode, às vezes, ser um excelente diretor (vide Os Garotos Perdidos e Linha Mortal), ele simplesmente não conseguiu encontrar o equilíbrio no mundo dos quadrinhos - mesmo indo tão longe a ponto de pedir desculpas pelo filme - e tomou muitas decisões questionável durante a produção desses filmes.

Se você já assistiu a este pesadelo cinematográfico uma vez, você sabe que não há há motivo para submeter seus olhos à tortura visual que era cabelo de Hera Venenosa, músculos venosos de Bane ou aqueles horrendos Bat-mamilos. E enquanto Arnold Schwarzenegger fez uma carreira jorrando fora uma das linhas muitas vezes piegas, os trocadilhos sem graça e sem originalidade deles, entregam ele neste filme como Sr. Frio são apenas não memorável, como também um limítrofe imperdoável.

MOTOQUEIRO FANTASMA: ESPÍRITO DE VINGANÇA

Ghost-Rider-Spirit-of-Vengeance-Ghost-Rider-Nicolas-Cage-570x320Por todas as suas falhas, desenvolvimentos de personagens ridículos e atuações toscas, o primeiro filme Motoqueiro Fantasma, pelo menos, teve alguns momentos divertidos dos quadrinhos que vale a pena assistir, ocasionalmente, ao longo de uma vida inteira vendo cinema. O mesmo, porém, não pode ser dito para a sequela mal trabalhada, Motoqueiro Fantasma: Espírito de Vingança. O filme da dupla de diretores elogiados, Mark Neveldine e Brian Taylor (Adrenalina, Gamer), de modo Motoqueiro Fantasma 2 tinha o potencial para ser um filme divertido, irreverente em um caminho não adequado.

Em vez de dar ao público um olhar sério e interessante fora de ordem para o demônio da caveira flamejante, fomos bombardeados com piadas visuais juvenis – como o Motoqueiro Fantasma fazendo xixi de fogo. Eles até mudaram há muito estabelecida cânone dos quadrinhos afirmando que o Motoqueiro Fantasma (que monta uma motocicleta flamejante infernal) pode transformar qualquer veículo que ele toca em um ciclo de inferno - incluindo um gigante guindaste cavador de rochas. O filme está para além do ponto de ser indesculpável e vê-lo uma segunda vez não teria qualquer utilidade a não ser para frustrá-lo.

HOMEM-ARANHA 3

Spider-Man-3-The-Sandman-Thomas-Haden-Church-Spider-Man-Tobey-Maguire-570x320Alguns podem dizer que os dois primeiros filmes originais Homem-Aranha foram vastamente superior aos mais recentes filmes da franquia reinicializado, mas mesmo esses dois filmes parecem com Cidadão Kane quando comparado ao desajeitado, inchado Homem-Aranha 3. Algumas pessoas culpam o estúdio da pesada intromissão em Spider-Man 3 de quão mal acabou, mas enquanto os executivos da Sony supostamente forçaram o diretor Sam Raimi a incluir um Venom meio-desenvolvido (um personagem que ele não queria incluir), eles não o fizeram tornar Peter Parker em um egoísta, dançarino, emo idiota - que a decisão era TODA dele.

Nem tudo sobre este filme é horrível - o nascimento do Homem-Areia é assombrosamente belo - mas o resto não tem o recurso e originalidade que fez dos dois primeiros filmes visões tão agradáveis. Com os rumores à tona que a Sony está mais uma vez de reiniciar a franquia Homem-Aranha, encontrar um motivo para assistir Homem-Aranha 3 mais de uma vez é praticamente inexistente.

X-MEN: O CONFRONTO FINAL

X-Men-The-Last-Stand-Juggernaut-Vinnie-Jones-Magneto-Ian-McKellen-Pyro-Aaron-Stanford-Phoenix-Famke-Janssen-570x320Todo filme de história em quadrinhos (e fã) tem uma dívida de gratidão para com o filme X-Men original, pois sem o seu sucesso comercial é altamente duvidoso que haveria tantos filmes baseados e inspirados pelas histórias em quadrinhos que os fãs amam. O segundo filme da franquia, X-Men 2, conseguiu superar o primeiro filme em praticamente todos os sentidos, por isso surgiu a franquia X-Men funcionando a todo vapor. Em seguida, o diretor Brett Ratner colocou as mãos sobre a franquia e mutilou os personagens e a história além da compreensão.

É claro que, se você perguntar a Ratner, ele acha que fez justiça a franquia de propriedade da Marvel e que os fãs mais novos são nerds apenas hipersensíveis. A verdade é que demorou 8 anos e 4 filmes para corrigir toda a devastação ao cânone cinematográfico dos X-Men que ele havia causado. Além de ver Colossus e o ridículo Fanático em ação (sério, por que estes dois tanques nunca lutaram no filme?), Há muito pouco motivo para assistir a este filme de novo. Com seu monumental sucesso de correção de continuidade, X-Men: Dias de Um Futuro Esquecido, do diretor Bryan Singer, fez de X-Men: O Confronto Final um filme obsoleto em galeria de filmes da franquia.

Menções Honrosas:

HULK

Hulk-Hulk-Ang-Lee-Destroys-a-Tank-570x320Há duas escolas de pensamento sobre a estréia na tela grande de Hulk valer a pena ser assistido mais de uma vez. De um lado, algumas pessoas apreciam o alto conceito que a abordagem do diretor Ang Lee levou com o personagem, e muitas das cenas em seu filme eram lindas e emocionantes. Por outro lado, para além do personagem-título, Hulk não se conectou de alguma forma para o universo cinematográfico compartilhado que a Marvel criou agora, tornando-se aparentemente sem sentido de ser assistido novamente. Além disso, havia um monstro mudo de eletricidade (que só passou a ser o pai de Bruce Banner) e os ultrajantes cães "Hulk" do filme - para que possamos ver os dois lados em um.

BLADE: TRINITY

Blade-Trinity-Abigail-Whistler-Jessica-Biel-Blade-Wesley-Snipes-Hannibal-King-Ryan-Reynolds-570x320Para cada grande Batman: O Cavaleiro das Trevas e Blade que o roteirista David Goyer escreve, há um medíocre roteiro de Blade: Trinity para combatê-los. Blade: Trinity foi o terceiro filme da franquia de sucesso Blade e teve a distinção de ser escrito e dirigido por Goyer. Nem todo mundo aprecia o estilo de Goyer de escrever e dirigir, por isso, alguns consideram este filme um fracasso de muitas maneiras - não menos do que foi a inclusão do vampírico, sugadores de sangue, os cães de mandíbulas arrombadas e virando Dracula em uma espécie de Clube Juvenil Euro-trash. No entanto, os outros pensam que este foi um final apropriado para a franquia, e chamam a escalação de Ryan Reynolds como o Nightstalker, Hannibal King, e o abdomen de Jessica Biel como razão suficiente para assistir ao filme novamente.

CONCLUSÃO

Idealmente, cada filme baseado em um super-herói ou com base em quadrinhos seria tão fantástico que visões repetidas não seriam apenas uma necessidade, mas quase uma exigência para os fãs de filmes de histórias em quadrinhos - mas, infelizmente, isso não é apenas uma expectativa muito realista. Com vários filmes de super-heróis surgindo (e com mais de quarenta a caminho), temos certeza que existem outros filmes que se enquadram na categoria “um tá bom”.
Diga-nos quais os filmes que você gostaria de acrescentar ou tirar da nossa lista de Filme de super-heróis que você não precisa assistir duas vezes.

Siga Paul Young no Twitter @MoviePaul.