Translate

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Série de TV da 'Supergirl' vai mudar sua história de origem nos quadrinhos.

Matéria publicada há dois meses no site Screenrant por Andrew Dyce.

SupergirlFora de todas as recentes adaptações da DC Comics para TV, parece que a Supergirl passou de um sonho a uma série confirmada mais rápido do que qualquer outro (dado o seu conjunto de superpoderes, talvez isso seja apropriado). Agora que a prima do Superman desembarcou oficialmente com uma série na CBS, alguns detalhes oficiais estão começando a vir à tona, e se eles confirmarem outras informações e rumores, então DC, WB e CBS está planejando algumas mudanças significativas para a história de origem tradicional da personagem.

Estritamente falando, quase nada se sabe sobre a série Supergirl, além do fato de que Greg Berlanti (Arrow, The Flash) e Ali Adler (Chuck, The New Normal) atuarão como produtores executivos, e que a CW aparentemente sentiu que a heroína kryptoniana não era a pessoa certa para o seu universo Arrow/Flash. Mesmo assim, não demorou muito para a maioria dos fãs de quadrinhos assumirem que eles estavam esperando por uma história de origem bastante reminiscente de Smallville, mas com um toque feminino.

Rumores alegam que a série iria oferecer uma "nova interpretação" da personagem clássica, e as últimas notícias do DC All Access (o trabalho da DC Entertainment) ajudaram a confirmar o primeiro sinal de quão longe os escritores se desviarão. Aqui está a descrição da série dada pela anfitriã Tiffany Smith:

“A série vai acompanhar Kara Zor-El, uma menina kryptoniana que está escondendo seus poderes aqui na Terra, mas decide abraçá-los e se tornar a heroína que ela sempre foi concebida para ser”.

Isso é claramente uma descrição vaga, mas carrega uma semelhança forte (leia-se textualmente) para a descrição dada há poucos dias pela IGN. Na época, a IGN não conseguiu explicar exatamente onde eles haviam obtido a sua descrição, de modo algum (inclusive nós mesmos) estavam hesitantes em reivindicá-la como uma versão oficial - especialmente tendo em conta os detalhes extras:

“Com base nos personagens da DC Comics, Supergirl seguirá Kara Zor-El. Nascida no planeta Krypton, Kara escapou em meio a sua destruição anos atrás e desde a sua chegada na Terra, ela está escondendo os poderes que compartilha com seu primo famoso. Mas agora, aos 24 anos, ela decide abraçar suas habilidades sobre-humanas e ser a heroína que ela sempre foi concebida para ser”.

supergirl #53

Se o texto compartilhado é um sinal de que ambos estão citando a mesma sinopse de enredo descrito da DC, então é lógico que a série de TV - ainda sem nome - também contará com uma versão de Kara Zor-El, aos 24 anos, com experiência em ocultar seus superpoderes kryptonianos. Isso pode parecer uma sinopse previsível para os fãs casuais que testemunharam uma premissa semelhante colocada para se trabalhar em O Homem de Aço, mas os fãs de quadrinhos sabem que ele é um grande distanciamento das raízes em quadrinhos do personagem (N.T.: Nem tão distante assim, pois em “O Legado das Estrelas”, Clark viaja o mundo ocultando seus poderes o máximo possível).

As mudanças de continuidade e reinicio da Supergirl sofreram desde sua introdução, em 1959, levaram a uma variedade de versões, mas a maioria, na atualidade, tem ficado com uma pequena lista de detalhes. Kara Zor-El era um adolescente quando seu primo, Kal, foi enviado à Terra por seus pais de Krypton. Kara conseguiu escapar também, mas por uma razão ou outra, chegou à Terra anos depois para encontrar Kal um homem adulto (e super-herói).

Em seguida, cabe a Kal ajudar sua prima a controlar seus poderes recém-descobertos até que ela possa adotar o seu próprio manto 'Super' - e uma identidade secreta junto com ele (a história vivida em Smallville). Mas indo pela sinopse acima, a série possuirá uma identidade diferente (N.T.: No filme Supergirl, de 1984, Kara Zor-El (Helen Slater) somente conhece a existência do primo por fotos e comentários, nunca tendo tido contato com ele).supergirl_linda_danvers

Independentemente de quanto tempo será gasto para estabelecer como Kara chegou a Terra, saltando para a frente para uma versão adulta - já usada para esconder seus poderes por parte do público - estabelece as bases para uma partilha de história pouco em comum com o cânone das HQ’s. No entanto, ele abre a porta para uma versão da Supergirl que segue o caminho tradicional de seu primo Kal: usando seus poderes, a elaboração de um traje, que cria uma dupla identidade secreta, etc.

Isso parece uma solução ainda mais lógica se o plano era para remover eficazmente Superman da história completamente (o que parece provável por um número de razões). Todas as coisas consideradas, a decisão de pular a verdadeira história da origem da Supergirl, de como chegou na Terram e se concentrar, em vez disso, em como ela se tornou uma heroína poderia ser uma jogada arriscada, mas seria definir a série além de grande parte do que vem da concorrência - e que poderia representar uma força.

O que você acha das mudanças no cânone das história em quadrinhos que parecem estar chegando? É uma mais velha e sábia Kara Zor-El para apelar a mais do que o público apenas mais jovens? Seria a chance de ver os clássicos elementos fantásticos de Superman adaptados para TV no intuito de suavizar o golpe de atualizações de O Homem de Aço?

Supergirl é esperado para ir ao ar na CBS em algum momento de 2015.

Siga no Twitter @andrew_dyce para atualizações sobre Supergirl, bem como de cinema, TV, notícias e jogos.

Fonte: http://screenrant.com/supergirl-tv-show-origin-story-changes/